terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Xamanismo - Rituais e Danças


Rituais e Cerimônias Xamânicas
Os nativos americanos dizem que cada pessoa chega ao planeta com a sua própria medicina original. Ninguém mais traz esse dom específico. Cabe a cada um aprender a reconhecer e expressar esses dons ao longo da jornada pessoal. Os rituais são essenciais, na medida em que - de uma forma muito intensa - catalizam o poder pessoal de cada ser humano e ao mesmo tempo o convida a uma visão mais abrangente de seu lugar no mundo e de sua responsabilidade com o planeta.
Os rituais xamânicos ajudam a trazer a consciência de que somos parte de “algo maior”, parte de uma terra viva. Como explica Shining Woman: “Desde os tempos antigos, os sábios perceberam a necessidade de criar cerimônias para amplificar momentos de profunda transformação durante o decorrer da vida. A cada mudança, os indivíduos eram inseridos em novos papéis sociais e a sua contribuição para o Todo se redefinia. Esses momentos ritualizados marcam a caminhada biológica humana.”
Os rituais e cerimônias xamânicas têm sido muito procurados por vários tipos de pessoas. Trazendo familiaridade ou estranheza, o seu chamado tem sido ouvido pelo mistério que convida a superar o medo do desconhecido. Na base de todos esses rituais está o respeito pela natureza e pelos ancestrais, o desejo incondicional de paz e harmonia com o planeta, o amor pela Mãe Terra e o caminho do coração. Dentre os rituais mais procurados estão as danças, saunas sagradas (Inipi), busca de visão, cantos e tambor.

Danças e Cantos
As Danças e cantos causam grande interesse às pessoas que buscam no Xamanismo um caminho de transformação. Cada dança tem uma forma diferente de se manifestar, de acordo com a linhagem e estilo do seu focalizador.
Essas Danças não promovem nenhuma religião, nem crenças específicas. Cada pessoa é vista como um lindo ser de luz com seu caminho único e maravilhoso. As Danças estão abertas para todos aqueles que estão em busca de inspiração para viver uma vida de alto potencial.
Ao contrário das danças sociais comuns, a dança xamânica funciona como uma espécie de mantra e vibração coletiva, que gera um alto potencial energético. Para quem dança, apesar de todos os desafios de vencer a si mesmo, a colheita é sempre farta e generosa.
Todas essas danças são acompanhadas pelo som do tambor e pelo canto de pessoas preparadas para este ritual. A voz e o som do tambor são a sustentação da dança e seguram a energia dos dançarinos em momentos de celebração ou de dificuldade. Existem canções e danças próprias para cada cerimônia e ritual, e elas devem ser respeitadas de acordo com cada tradição.
O tambor é a alma da dança xamânica. Em diversas culturas de todas as partes do mundo ele está presente e é utilizado de alguma forma mística, ritual ou espiritual. Dentro da visão xamânica, as batidas do tambor são as batidas do coração da Mãe Terra. Redondos, os tambores representam também o ciclo da vida e aproximam as comunidades. Tocar tambor é, assim como dançar, uma experiência espiritual.

2 comentários:

  1. Olá tomei a liberdade e linkei seu blog no meu.

    Um abraço,

    Luciana Onofre

    Germinando
    http://sementeperegrina.blogspot.com

    Lucy in the Sky with the Daemons
    http://labrujaysucasa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Faço um convite a todos amigos e amigas blogueiros:O tema é: "100 anos de Dia Internacional da Mulher: celebrar o quê?".

    A proposta é discutir o que aconteceu no dia a dia das mulheres em 100 anos de lutas e conquistas..Saiba mais aqui:
    http://rubraalma.blogspot.com/2010/03/blogagem-coletiva-100-anos-de-dia.html

    Participe,divulgue, comente!Sua participação é importante!

    Com carinho e respeitoIony/Alma Rubra

    ResponderExcluir